domingo, 19 de março de 2017

Fez-se mar, ondas e espuma


Imagem relacionada


Fez-se mar, ondas e espuma


Virou mar o filete d’água da serra,
Em  rio depois transformado
Deixando pequenos lagos
Por onde tenha passado.


Levou sementes e flores
Embarcações de amores
Sonhos e emoções
Pelos mais diversos rincões.


Deixou o sertão distante
E lá pras bandas do horizonte
Onde o céu desanda na terra
Abraçou-se  ao oceano
Entrelaçou-se em suas águas
 E fez-se mar, ondas e espuma.



Autor
Carlos Marcos Faustino

19/03/2017 – domingo – 23h10

4 comentários:

  1. Obrigado por estar sempre presente meu blog e por suas carinhosas palavras

    ResponderExcluir
  2. Excelente poesia...
    Não conhecia esse seu lado poeta.... parabéns ....

    ResponderExcluir
  3. Christina Castello Branco
    Linda poesia. Adoro poesias com rimas.
    23 de março de 2017 às 20:14

    ResponderExcluir

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.